06/12/16 | 19:20
Obras no Corredor do Mindu avançam e interditam via a partir desta quarta-feira
Desvios estarão sinalizados .

Desvios no trânsito estão sinalizados .

A partir das 9 horas desta quarta-feira, 7, o cruzamento da Rua João Câmara com a Avenida Nathan Xavier de Albuquerque, Novo Aleixo, zona Leste, será interditado temporariamente para a realização de obras da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf). A intervenção vai provocar desvios no trânsito da área.

No local acontecem as obras de Recuperação Ambiental e Requalificação Social e Urbanística do Igarapé do Mindu, que vai levar saneamento e qualidade de vida aos moradores do entorno do Corredor do Mindu. A interdição será necessária para a recuperação do pavimento da Ponte João Câmara.

Entre os serviços já executados no local estão a retificação do canal do igarapé com a contenção em gabião, execução de drenagens superficial e profunda em vários pontos e a construção de calçadas amplas, meio-fio e sarjetas.

No local estão sendo realizadas as obras de Recuperação Ambiental e Requalificação Social e Urbanística do Igarapé do Mindu.

No local estão sendo realizadas as obras de Recuperação Ambiental e Requalificação Social e Urbanística do Igarapé do Mindu.

Mudanças

Com a alteração, os condutores que seguem pela João Câmara no sentido Cidade Nova/Coroado deverão acessar à direita na Nathan Xavier e seguir até o retorno, para chegar ao seu destino.

Já aqueles que transitam no sentido contrário (Coroado/Cidade Nova), serão desviados para o prolongamento da avenida Nathan Xavier,  em seguida à esquerda na ponte da Rua Valpés e  esquerda novamente na Rua Rio Grande, seguindo pela Rua Itaqueraima até a João Câmara.

No caso dos condutores que vêm da Nathan Xavier e desejam ir para a Cidade Nova, estes deverão seguir pela ponte à direita, depois à esquerda e continuar no prolongamento da Nathan Xavier, no sentido Coroado/Cidade Nova.

Agentes do Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização de Trânsito (Manaustrans) estarão no local para auxiliar o tráfego e monitorar a circulação.

Texto: Seminf e Manaustrans