25/04/13 | 9:50
Manaustrans inicia mudanças de trânsito no Alvorada II

O Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito, Manaustrans,e Superintendência Municipal de Transportes Urbanos, SMTU, iniciaram na segunda-feira, 22, a implantação de mudanças no trânsito na Avenida J, a principal do bairro Alvorada II, na zona Centro-Oeste.

Agora, o estacionamento de veículos só é permitido em apenas um dos lados da via (sentido centro-bairro) e nas ruas transversais. Do outro lado foram instaladas placas de Proibido Estacionar e colocados cones para orientar os motoristas. Agentes de trânsito também permanecem na área para evitar o estacionamento irregular, principalmente sobre as calçadas, com o objetivo de facilitar a passagem de pedestres.

“Após estudos feitos pelo Manaustrans, percebemos que o estacionamento dos dois lados da via, além de provocar congestionamentos, retardava o tempo de viagem do transporte coletivo, pois a via não permitia a passagem de dois ônibus pelo mesmo ponto da pista. Com isso, vamos melhorar o trânsito, principalmente nos horários de pico”, afirmou o diretor de Engenharia do Manaustrans, Paulo Henrique Martins.

Outra ação iniciada na Avenida J foi a sinalização das paradas de ônibus para facilitar a identificação de passageiros e motoristas. Nesses locais o estacionamento de veículos também está proibido.

“Essas paradas já existem há dezenas de anos, já foram sinalizadas no passado, mas por algum motivo as placas foram retiradas. Vamos recolocar essas sinalizações principalmente para mostrar aos condutores do transporte coletivo que eles devem parar nesses locais para pegar os passageiros”, declarou Waldir Frazão, diretor de Transportes Urbanos da SMTU.

A medida foi aprovada pelos motoristas que trafegam pela avenida. Para eles, a mudança melhorou o trânsito no local, considerado “caótico” até mesmo fora do horário de pico.

Segundo o diretor de Engenharia do Manaustrans, as alterações também serão levadas para outras ruas da cidade que possuem grande fluxo de veículos por causa do comércio.